Início / Pratique / Enem / Enem 1998

Enem 1998

Depois de estudar as migrações, no Brasil, você lê o seguinte texto: O Brasil, por suas características de crescimento econômico, e apesar da crise e do retrocesso das últimas décadas, é classificado como um país moderno. Tal conceito pode ser, na verdade, questionado se levarmos em conta os indicadores sociais: o grande número de desempregados, o índice de analfabetismo, o déficit de moradia, o sucateamento da saúde, enfim, a avalanche de brasileiros envolvidos e tragados num processo de repetidas migrações (…)

(adap.Valin,1996, pág.50 Migrações: da perda de terra à exclusão social.SP. Atuali, 1996).

43 ) Analisando os indicadores citados no texto, você pode afirmar que:

(A) o grande número de desempregados no Brasil está exclusivamente ligado ao grande aumento da população.

(B) existe uma “exclusão social” que é resultado da grande concorrência existente entre a mão de obra qualificada.

(C) o déficit da moradia está intimamente ligado à falta de espaços nas cidades grandes.

(D) os trabalhadores brasileiros não qualificados engrossam as fileiras dos “excluídos”.

(E) por conta do crescimento econômico do país, os trabalhadores pertencem à categoria de mão de obra qualificada.

Resposta Correta

Resposta Correta

Alternativa D: O índice de desemprego no Brasil está relacionado à dificuldade que o trabalhador encontra para se qualificar profissionalmente, de acordo com a demanda do mercado de trabalho. Devido à modernização dos meios de produção, é preciso que haja constante evolução na qualificação para operar os novos sistemas; sem essa qualificação, os trabalhadores ficam à mercê do desemprego.

44) Um dos fenômenos mais discutidos e polêmicos da atualidade é a “Globalização”, a qual impacta de forma negativa:

(A) na mão de obra desqualificada, desacelerando o fluxo migratório.

(B) nos países subdesenvolvidos, aumentando o crescimento populacional.

(C) no desenvolvimento econômico dos países industrializados desenvolvidos.

(D) nos países subdesenvolvidos, provocando o fenômeno da “exclusão social”.

(E) na mão de obra qualificada, proporcionando o crescimento de ofertas de emprego e fazendo os salários caírem vertiginosamente.

Resposta Correta

Resposta Correta

Alternativa D: A globalização age como uma teia que interliga países, exercendo uma troca cultural e econômica. Em países subdesenvolvidos, porém, ela acentua as desigualdades sociais, uma vez que falta a esses países estrutura para acompanhar as exigências tecnológicas e a qualificação necessária aos indivíduos para que operem os meios de produção vigentes. O resultado é um fluxo migratório da periferia para o centro, exclusão social de muitos indivíduos, precarização da mão de obra e um país subdesenvolvido, sem condições de competir com os países ricos.

Você está fazendo uma pesquisa sobre a globalização e lê a seguinte passagem, em um livro:

A SOCIEDADE GLOBAL

As pessoas se alimentam, se vestem, moram, se comunicam se divertem, por meio de bens e serviços mundiais, utilizando mercadorias produzidas pelo capitalismo mundial, globalizado. Suponhamos que você vá com seus amigos comer Big Mac e tomar Coca-Cola no Mc Donald’s. Em seguida, assiste a um filme de Steven Spielberg e volta para casa num ônibus de marca Mercedes. Ao chegar em casa, liga seu aparelho de TV Philips para ver o videoclip de Michael Jackson e, em seguida, deve ouvir um CD do grupo Simply Red, gravado pela BMG Ariola Discos em seu equipamento AIWA.

Veja quantas empresas transnacionais estiveram presentes nesse seu curto programa de algumas horas. Adap. Praxedes et alli, 1997. O MERCOSUL. SP, Ed. Ática, 1997.

45) Com base no texto e em seus conhecimentos de Geografia e História, marque a resposta correta.

(A) O capitalismo globalizado está eliminando as particularidades culturais dos povos da terra.

(B) A cultura, transmitida por empresas transnacionais, tornou-se um fenômeno criador das novas nações.

(C) A globalização do capitalismo neutralizou o surgimento de movimentos nacionalistas de forte cunho cultural e divisionista.

(D) O capitalismo globalizado atinge apenas a Europa e a América do Norte.

(E) Empresas transnacionais pertencem a países de uma mesma cultura.

Resposta Correta

Resposta Correta

Alternativa A: Com a globalização, os mesmos produtos e as mesmas informações são compartilhados entre as nações. Isso contribui para extinguir ou diminuir as particularidades e a pluralidade cultivada e mantida por cada cultura.

46) A leitura do texto ajuda você a compreender que:

I. a globalização é um processo ideal para garantir o acesso a bens e serviços para toda a população.

II. a globalização é um fenômeno econômico e, ao mesmo tempo, cultural.

III. a globalização favorece a manutenção da diversidade de costumes.

IV. filmes, programas de TV e música são mercadorias como quaisquer outras.

V. as sedes das empresas transnacionais mencionadas são os EUA, Europa Ocidental e Japão.

Destas afirmativas estão corretas:

(A) I, II e IV, apenas.

(B) II,IV e V, apenas.

(C) II, III e IV, apenas.

(D) I, III e IV, apenas.

(E) III, IV e V, apenas.

Alternativa correta:

Alternativa correta:

Alternativa B: A globalização desfavorece a diversidade cultural das nações, incentiva a alienação e o consumismo dos indivíduos , através de suas campanhas suas campanhas de tenha este ou aquele produto. Torna a economia transnacional, uma vez que consegue derrubar as alfândegas de inúmeros países. Nesse contexto, coloca os Estado-Nação em situação de impotência.

55) Em uma disputa por terras, em Mato Grosso do Sul, dois depoimentos são colhidos: o do proprietário de uma fazenda e o de um integrante do Movimento dos Trabalhadores Rurais sem-terra:

Depoimento 1 “A minha propriedade foi conseguida com muito sacrifício pelos meus antepassados. Não admito invasão. Essa gente não sabe de nada. Estão sendo manipulados pelos comunistas. Minha resposta será à bala. Esse povo tem que saber que a Constituição do Brasil garante a propriedade privada. Além disso, se esse governo quiser as minhas terras para a Reforma Agrária terá que pagar, em dinheiro, o valor que eu quero.” proprietário de uma fazenda no Mato Grosso do Sul.

Depoimento 2 “Sempre lutei muito. Minha família veio para a cidade porque fui despedido quando as máquinas chegaram lá na Usina. Seu moço acontece que eu sou um homem da terra. Olho pro céu, sei quando é tempo de plantar e de colher. Na cidade não fico mais. Eu quero um pedaço de terra, custe o que custar. Hoje eu sei que não estou sozinho. Aprendi que a terra tem um valor social. Ela é feita para produzir alimento. O que o homem come vem da terra. O que é duro é ver que aqueles que possuem muita terra e não dependem dela para sobreviver, pouco se preocupam em produzir nela. ”– integrante do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem – Terra (MST), de Corumbá – MS.

55) A partir da leitura do depoimento 1, os argumentos utilizados para defender a posição do proprietário de terras são:

I. A Constituição do País garante o direito à propriedade privada, portanto, invadir terras é crime.

II. O MST é um movimento político controlado por partidos políticos.

III. As terras são o fruto do árduo trabalho das famílias que as possuem.

IV. Este é um problema político e depende unicamente da decisão da justiça.

Estão corretas as proposições:

(A) I, apenas.

(B) I e IV, apenas.

(C) II e IV, apenas.

(D) I , II e III, apenas.

(E) I, III e IV, apenas.

Alternativa correta:

Alternativa correta:

Alternativa D: Partindo da perspectiva do proprietário de terra, as alternativas que mais satisfazem sua posição são I, II e III. Já a alternativa IV carece de veracidade, uma vez que a reforma agrária é um problema que, para ser solucionado, depende da correlação de forças entre proprietários, sem-terra e governo federal. A justiça só cumpriria algum papel, caso o governo federal elaborasse e aprovasse uma proposta que viabilizasse a reforma agrária.

56) A partir da leitura do depoimento 2, quais os argumentos utilizados para defender a posição de um trabalhador rural sem – terra?

I. A distribuição mais justa da terra no País está sendo resolvida, apesar de que muitos ainda não têm acesso a ela.

II. A terra é para quem trabalha nela e não para quem a acumula como bem material.

III. É necessário que se suprima o valor social da terra.

IV. A mecanização do campo acarreta a dispensa de mão de obra rural.

Estão corretas as proposições:

(A) I, apenas.

(B) II, apenas.

(C) II e IV, apenas.

(D) I, II e III, apenas.

(E) I, III, IV, apenas

Alternativa correta:

Alternativa correta:

Alternativa B: I. A distribuição de terra no País está longe de alcançar o que se entende por uma reforma agrária; III ao suprimir o valor social da terra , este desapareceria , inviabilizando o argumento dos que lutam pela reforma. IV: a mecanização não dispensa toda mão de obra rural e não é o cerne da questão da reforma agrária. Apenas a alternativa II representa, em suma, a perspectiva o embasamento de luta do sem-terra, a terra deve ser distribuída e cultivada, não utilizada para acumulação material.

Você está estudando o abolicionismo no Brasil e ficou perplexo ao ler o seguinte documento:

Texto 1: Discurso do deputado baiano Jerônimo Sodré Pereira – Brasil 1879 No dia 5 de março de 1879, o deputado baiano Jerônimo Sodré Pereira, discursando na Câmara, afirmou que era preciso que o poder público olhasse para a condição de um milhão de brasileiros, que jazem ainda no cativeiro. Nessa altura do discurso, foi aparteado por um deputado que disse: “BRASILEIROS, NÃO”. Em seguida, você tomou conhecimento da existência do Projeto Axé (Bahia), nos seguintes termos:

Texto 2: Projeto Axé, Lição de cidadania – 1998 – Brasil.

Na língua africana Iorubá, axé significa força mágica. Em Salvador, Bahia, o Projeto Axé conseguiu fazer, em apenas três anos, o que sucessivos governos não foram capazes: a um custo dez vezes inferior ao de projetos governamentais, ajuda meninos e meninas de rua a construírem projetos de vida, transformando-os de pivetes em cidadãos. A receita do Axé é simples: competência pedagógica, administração eficiente, respeito pelo menino, incentivo, formação e bons salários para os educadores. Criado em 1991 pelo advogado e pedagogo italiano Cesare de Florio La Rocca, o Axé atende hoje a mais de duas mil crianças e adolescentes. A cultura afro, forte presença na Bahia, dá o tom do Projeto Erê (entidade criança do candomblé), a parte cultural do Axé. Os meninos participam da banda mirim do Olodum, do Ilé Ayê e de outros blocos, jogam capoeira e têm um grupo de teatro. Todas as atividades são remuneradas. Além da bolsa semanal, as crianças têm alimentação, uniforme e vale-transporte.

58) Com base na leitura dos dois textos, você descobriu que a cidadania:

(A) jamais foi negada aos cativos e seus descendentes.

(B) foi obtida pelos ex-escravos tão logo a abolição fora decretada.

(C) não era incompatível com a escravidão.

(D) ainda hoje continua incompleta para milhões de brasileiros.

(E) consiste no direito de eleger deputados.

Alternativa correta:

Alternativa correta:

Alternativa D: A alternativa D é a única que denota veracidade, no que diz respeito à realidade brasileira em que o negro se encontram. Muitos negros e mulatos permaneceram como cativos, mesmo após abolição oficial do sistema de escravismo e, quando o deixaram de ser, passaram a viver abandonados à própria sorte, por descaso dos colonizadores. Isso reflete ainda hoje a situação de exclusão social e marginalização em que negros e mulatos vivem no Brasil, ainda que seus direitos estejam representados oficialmente por leis da constituição, a situação é de pobreza e discriminação.

A América Latina dos últimos anos insere-se num processo de democratização, oferecendo algumas oportunidades de crescimento econômico-social num contexto de liberdade e dependência econômica internacional. Cuba continua caracterizada por uma organização própria com restrições à liberdade econômica e política, crescimento em alguns aspectos sociais e um embargo econômico americano datado de 1962. Em 1998, o Papa João Paulo II visitou Cuba e depois disse ao cardeal Jaime Ortega, arcebispo de Havana, e a 13 bispos em visita ao Vaticano que apreciou as mudanças realizadas em Cuba após sua visita à ilha e espera que sejam criados novos espaços legais e sociais, para que a sociedade civil de Cuba possa crescer em autonomia e participação. A resposta internacional ao intercâmbio com Cuba foi boa, mas as autoridades locais mostraram pouco entusiasmo, não estando dispostas a abandonar o sistema socialista monopartidário.

61) A maioria dos países latino-americanos tem se envolvido, nos últimos anos, em processos de formação socioeconômicos caracterizados por:

(A) um processo de democratização à semelhança de Cuba.

(B) restrições legais generalizadas à ação da Igreja no continente.

(C) um processo de desenvolvimento econômico com restrições generalizadas à liberdade política.

(D) excelentes níveis de crescimento econômico.

(E) democratização e oferecimento de algumas oportunidades de crescimento econômico.

Alternativa correta:

Alternativa correta:

Alternativa E: Com o fim da Guerra Fria os países da América Latina conseguiram relaxar quanto a até então, ameaça das guerrilhas patrocinadas por Cuba invadirem suas fronteiras. Apesar de num panorama geral, os países nesse contexto ainda apresentarem um crescimento lento e pequeno, vulnerável dada condições financeiras um, o fim da Guerra Fria possibilitou abertura econômica e política para os mesmos. Cuba também estreitou alguns laços econômicos com o capital, deixando, no entanto, intacto o enrijecimento quanto ao seu sistema político.

Sobre Priscila Cardoso

Maria Priscila (SIM! Também sou Maria). Capricorniana com ascendente em virgem = duplamente crítica, chata, perfeccionista.... Sou blogueira viciada em séries, filmes, tecnologias, redes sociais e nas horas vagas sou professora de Sociologia.

Verifique também...

Enem 2007

Não só de aspectos físicos se constitui a cultura de um povo. Há muito mais, …